O vagão percorreu ida e volta, mais de 1,3 mil Km entre Cariacia e Belo Horizonte

Vagão Cultural apresenta o Vale do Aço como destino turístico

Publicado em 23 de agosto de 2018

Mais de 1 mil pessoas, entre passageiros da Estrada de Ferro Vitória a Minas (EFVM) e convidados, puderam conhecer entre os dias 17 a 21 de agosto, um pouco do Vale do Aço como destino turístico, por meio de uma exposição realizada pelo Projeto Turismo do Vale, no Vagão Cultural.  A composição percorreu, ida e volta, cerca de 1,3 mil quilômetros entre as estações de Pedro Nolasco (Cariacica/ES) e Belo Horizonte.

No espaço, estiveram em exibição fotografias das cidades que integram o Circuito Turístico Mata Atlântica de Minas e textos sobre os atrativos desses municípios, além de artesanatos e quitutes produzidos nessas regiões. Entre as atrações do Vagão, esteve também uma instalação composta por monóculos com fotografias das cidades que integram o Circuito.

Durante a viagem, a educadora e contadora de histórias, Kakau Silva, seguindo todo o ritual que envolve apresentar um conto, convidou os viajantes, de carro em carro, a conhecer o Vale do Aço e a visitar o Vagão Cultural, onde puderam aprender um pouco sobre a região. Ainda durante a viagem, os passageiros receberam um folder com informações sobre os municípios associados ao Circuito.

O analista de Relacionamento com Comunidades da Vale na região, Jayme Henriques, destacou a importância do evento para a promoção de atividades econômicas ligadas ao turismo. “Essa iniciativa, além de estimular o turismo, a geração de renda, leva conhecimento aos passageiros sobre a nossa cultura, sobre os nossos patrimônios”.

A vice-presidente do CTMAM e uma das coordenadoras do Turismo no Vale, Cidinha Sampaio, enfatizou que o evento, além de apresentar o Vale do Aço como destino turístico, foi importante para divulgação da 4ª Feira de Turismo, que acontece de 26 a 29 de setembro, no Centro Cultural Usiminas. “Neste ano, vamos discutir as possibilidades de tornar o Vale do Aço conhecido para além do aço, por seu turismo de aventura, cultural, de eventos e por seu artesanato. Por meio do turismo, podemos gerar bons negócios, promover o crescimento econômico da região e o seu desenvolvimento”, disse.

 

Matéria produzida pela jornalista Goretti Nunes (Com adaptações)

Fotos: Elvira Nascimento


Galeria de imagens


content:
sidebar:
Widget: Facebook 7:

Facebook