Turismo em xeque?

Publicado em 14 de fevereiro de 2019

As operações de pouso e decolagem no Aeroporto Regional do Vale do Aço foram suspensas pela Azul até que a pista do aeródromo esteja novamente em condições, dentro do que é exigido pela empresa. A medida afeta diretamente o turismo de negócios - aquele em que as pessoas viajam para cumprir compromissos comerciais e técnicos - e o turismo de lazer - onde alguém, ao optar em vir ao Vale do Aço, escolhe fazê-lo de avião por questões como rapidez, agilidade e conforto. 

Em nota a Azul explica os motivos de sua decisão:  “Temos o compromisso de atender seus clientes com excelência, por meio de um serviço de qualidade, eficiência, presteza e, principalmente, segurança – que é seu primeiro valor. ” 

A empresa reforçou ainda que não tem o interesse em cancelar definitivamente seus voos para a região e espera que as adequações necessárias sejam feitas para que possa o quanto antes retoma as operações. O comunicado afirma ainda que os passageiros com voos marcados de e para Ipatinga serão reacomodados por meio de outros aeroportos ou poderão ter o valor dos seus bilhetes ressarcidos.

Atualmente, a Azul opera cinco voos diários entre o Aeroporto do Vale do Aço e Confins, na Grande BH, de onde são feitas as conexões para todo o pais.

content:
sidebar:
Widget: Facebook 7:

Facebook